João Pessoa-PB (83) 3250-3644   
Salvador-BA (71) 3113-7977
Processo

O processo de esterilização de artigos médico hospitalares pelo óxido de etileno (C2H4O) é extremamente eficaz pela sua ampla penetração, difusibilidade e capacidade de atuar em baixa temperatura, permitindo que artigos termossensíveis  possam ser reprocessados sem que nenhum dano seja causado aos mesmos.

Por não apresentar poder de corrosão, o óxido de etileno tem como diferencial a preservação da funcionalidade dos artigos, não acelerando o desgaste dos mesmos.

O ETO exerce ação esporicida, fungicida, viruscida e bactericida. A esterilização, ou seja, a eliminação microbiana se dá por meio da alquilação proteica (DNA e RNA) – impedindo o metabolismo celular normal e a replicação microbiana.

A Central de Esterilização pelo ETO segue a determinação da Portaria Interministerial nº 482 que define o uso de papel tipo grau cirúrgico nas embalagens dos artigos.

Na embalagem também constam informações pertinentes como data da esterilização, dados da empresa, responsável técnico prazo de validade e indicador físico/químico.